Harmonizando a energia com o inverno

Sérgio M. de Souza
2 min readJul 8, 2020

Chegamos à estação mais fria do ano e, segundo a Medicina Tradicional Chinesa, ela representa o auge da energia Yin. Seguindo os ensinamentos da tradição chinesa, nós devemos nos adaptar a cada estação, assim como a própria natureza o faz. Por isso, o inverno é um momento de recolhimento e descanso, quando a energia deve ser poupada, recolhida, conservada e armazenada.

Nessa época, é importante ter o cuidado de sempre vestir roupas quentes, dormir cedo e descansar bastante. Ter uma alimentação que nos aqueça por dentro, ingerindo alimentos como sementes, nozes, amêndoas, feijões, sopas, ensopados e vegetais de raiz, além de buscar o consumo de infusões e especiarias que promovam o calor interno, como chás e pimentas. Junto com tudo isso, é essencial manter uma prática de exercícios físicos que sejam um pouco mais moderados.

É aconselhável, nesta época do ano, a prática de exercícios fluidos e de pouco impacto, como Yoga, Tai Chi e Chi Kung.
Em especial o Chi Kung que são movimentos chineses que, quando feitos em harmonia com a nossa respiração, possuem o objetivo de gerar e concentrar a nossa energia, como se recarregasse as nossas baterias, que tendem a descarregarem-se com mais facilidade no inverno.

O esforço do corpo em defender-se das condições próprias desta estação pode resultar em distúrbios energéticos, ocasionando lombalgias, fraqueza dos joelhos, rigidez e dor nas articulações. Também é comum ocorrerem edemas, fadiga mental, asma e todo o tipo de perturbações respiratórias, além da baixa de acuidade visual e a maior tendência para problemas ligados à bexiga e à próstata.

É aconselhável, nesta época do ano, a prática de exercícios fluidos e de pouco impacto, como Yoga, Tai Chi e Chi Kung.
Em especial, o Chi Kung, pois é composto por uma série de movimentos chineses, feitos em harmonia com a nossa respiração, possuindo o objetivo de gerar e concentrar a nossa energia, como se recarregasse as nossas baterias, que tendem a descarregarem-se com mais facilidade no inverno.

--

--

Sérgio M. de Souza

Praticante e professor na Liga internacional de Pa Kua